segunda-feira, 28 de agosto de 2017

O QUE TORNA A VIDA BELA

     O que torna a vida bela é que quem usa os sapatos novos pode não saber dar os passos mais corretos; aqueles que usam as melhores roupas podem não ter os corpos mais apreciados; os que moram nas grandes mansões nem sempre habitam sob a PAZ; e os que desfilam em carros novos podem apenas estar procurando um alívio para alguma dor.

     O que torna a vida bela é que os mais bonitos podem se sentir feios, desprovidos de beleza, desagradáveis e indesejados; os que são fortes e fisicamente fortalecidos podem chorar diariamente, como se fossem crianças indefesas; e os que trafegam adornados por muitas joias podem ter um coração feio e incapaz de amar a si mesmo.


     O que torna a vida bela é que ela não precisa de coisas caras para ficar bem. Muitas vezes, um abraço basta e um sorriso satisfaz; um afago sincero de alguém querido pode produzir muitos dias de alegria e uma boa amizade pode gerar prazer por toda a eternidade.

     O que torna a vida bela não é a beleza do ouro, nem a atratividade das pedras preciosas. Pode ser apenas o brilho de um raio de sol que se choca com a água do mar, num lindo amanhecer; pode ser a brisa que suavemente acaricia o rosto de quem se deixa por ela tocar; pode até ser a flor, a singela flor que nasce no alto de uma rocha, sem terra, sem água e sem qualquer sentido para ela está ali.

     O que torna a vida bela é a atitude de quem se doa; são os braços de quem ajuda; é o apoio do solidário; é a comida pouca que alguém divide; é o compartilhar do escasso agasalho; é a água que sacia a sede; é o pão que mata a fome; é a forma voluntária de servir àqueles que necessitam de cuidado.

     O que torna a vida bela é poder contemplar as estrelas que brilham gratuitamente adornando o espaço escuro e infinito; é a cachoeira que se derrama sobre as rochas, refrescando uma imensidão e embelezando a paisagem ofertada para todos; é o cantar dos muitos pássaros em um grande espetáculo musical acessível para o mundo inteiro.

     O que torna a vida bela é a capacidade que você tem de ser belo sem gastar dinheiro, sem se maquiar e sem mudar a forma natural de tudo que realmente é. É a possibilidade de poder aceitar tudo que existe, sabendo que todos têm o mesmo direito e que são igualmente dignos de tudo que a natureza oferta.

     O que torna a vida bela é a capacidade que ela tem de se autoreciclar, de se reerguer, de evoluir diariamente em busca de algo melhor.

     O que torna a vida bela é o fato de poder acontecer igualmente para todos e que as diferenças estão nos acessórios, que não mudam em nada o que a própria vida é em sua essência.

     O que torna a vida bela é que não há anel bonito sem dedo para usá-lo, nem piscina bela sem gente para nela se banhar, nem jardim valioso sem pessoas para passearem por ele. 

     O que torna a vida bela é ela própria quando valorizada, cuidada e priorizada.

Joacil Luis - Psicólogo - CRP 13/6160     contato:  (83) 98745 4396 Watshapp: (83) 99962 5283.

Nenhum comentário:

Postar um comentário